domingo, 3 de outubro de 2010

Outubrite

Outubro costuma trazer consigo uma fadiga generalizada - é essa a época do ano em que começo a querer hibernar até o próximo Janeiro. Pra tentar me livrar um pouco da Outubrite (como diz uma professora minha que parece sofrer do mesmo mal), deixo cá a página dedicada a este mês do Les Très Riches Heures du Duc de Berry, ou "As mui ricas horas do Duque de Berry", um Livro de Horas de 1413. Livros de Horas eram manuscritos devocionais comuns na idade média, contendo coleções de textos, salmos e orações para serem ditas a cada hora canônica - uma forma de se incorporar no dia-a-dia elementos da vida monástica. Este foi comissionado (naturalmente) por John, Duque de Berry e é um dos mais importantes manuscritos iluminados que há - demorou mais de 70 anos pra ser terminado, passando pelas mãos de, entre outros artistas, Van Eyck (o Barthélemy, não o Jan que ninguém sabe dizer se era parente, nem o Jakob que era compositor e nada tinha com pintura). Talvez pensando na disciplina da Liturgia das Horas e olhando pra esses camponeses simpáticos seja possível arranjar alguma coragem pra sair dos cobertores e ir fazer finalmente todos os trabalhos que me esperam...




(Mais iluminuras do mesmo livro aqui.)

2 comentários:

Gustavo disse...

Belo post. Comecei a gostar de arte medieval ao ver uma página desse livro das horas e uma das tapeçarias da Dama e do unicórnio.

Que tal um post sobre elas, hein? :^)

Fernanda disse...

Gustavo, não conhecia essas tapeçarias, mas agora estou babando aqui... Ótima idéia, obrigada! ; ))

Postar um comentário