sábado, 8 de agosto de 2009

Hell never produced a single pleasure

O Coisa-ruim dando ensinamentos do demônio ("Our father", "Nosso pai") para um de seus diabretes, em Cartas do coisa-ruim (The Screwtape letters), de C.S. Lewis:

Never forget that when we are dealing with any pleasure in its healthy and satisfying form, we are, in a sense, on the Enemy's ground. I know we have won many a soul through pleasure. All the same, it is His invention, not ours. He made the pleasures: all our research so far has not enabled us to produce one. All we can do is encourage the humans to take the pleasures which our Enemy has produced, at times, or in ways, or in degrees, which he has forbidden.... An ever increasing craving for an ever diminishing pleasure is the formula.... To get a man's soul and give him nothing in return—that's what really gladdens Our Father's heart.


Aqui minha tradução bem pobre e manca:

Nunca se esqueça de que, quando lidamos com qualquer prazer em sua forma saudável e satisfatória, estamos, de certa forma, em terras inimigas. Eu sei que ganhamos muitas almas por meio do prazer. Da mesma forma, é invenção dEle, não nossa. Ele fez os prazeres: toda nossa pesquisa até agora não nos foi suficiente para criar nenhum. Tudo o que podemos fazer é encorajar os humanos a aproveitar os prazeres que nosso Inimigo produziu - em momentos, ou de formas, ou em graus em que ele proibiu. Um desejo cada vez mais crescente por um prazer que cada vez mais diminui, é a fórmula... Obter a alma de um homem e não dar nada em retorno - isso é o que realmente agrada o coração de nosso pai.

E aqui, John Piper falando sobre isso eu seu blog, que descobri agora e é muito, muito bom.

(Por fim (ah, é tudo muito bom mesmo!), outro post, sobre o fato de Deus ter decidido que a melhor forma de comunicar Sua palavra ao mundo era um livro - e algumas coisas que podemos concluir partindo desse fato.)

(Oh céus, esse aqui fala da relação de Robert Louis Stevenson e C.S. Lewis com seus pais, e agora parei, juro que parei.)

Um comentário:

Rafael da Silva disse...

Não sabia que você havuia lido estas cartas!!
O que você achou??

Achei um livro über fácil de ler, gostoso... Gostei de verdade...

Postar um comentário