segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Fico aqui dormindo errado, comendo errado, vivendo errado, mas que droga. Sou mestre em adiar a vida pra ficar pensando, sonhando, matutando, querendo dormir mais mesmo sem sono só pro sonho durar mais tempo, depois dormindo pouco porque dormi demais antes, não tendo fome ou comendo tranqueiras. Não pode, cazzo. Preciso de um grilo falante, de um anãozinho mental com oclinhos e uma barbicha, pra fazer cara de reprovação e me obrigar a fazer as coisas, todas as coisas.

O que queria mesmo é fugir pra floresta e viver numa casinha de Hobbit. É possível, esses ingleses fizeram. Mas me ocorre que até num cenário idílico eu dormiria tarde e até tarde, criaria olheiras e arranjaria coisas pra reclamar. "Você tem que ser funcional, Fernanda, as coisas não são assim", o anãozinho diria.

4 comentários:

daniel disse...

Seja mais funcional, fer. ^^

ass: anãozinho*

beijo






*nem todo anãzinho tem barbicha.

Paola De Orte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ráffila disse...

Você critica aquilo que não vive, pois por dormir demais deixar de viver e perde tudo aquilo que poderia ser bom e você dorme demais para poder sonhar e evitar o mundo que você não vive e de uma certa forma não gosta, pois não é uma vida de fantasia.talvez...se você apenas fosse viver e não se preoculpasse em quanto come ou dorme acabaria não querendo dormir para não perder seu tempo sonhando e iria viver de forma mais intensa e aproveitando ao máximo.
Adorei seu texto profundo e superficial ao mesmo tempo.Nos faz realmente pensar no nosso modo de vida.Apartir de hoje me tornei uma leitora do seu blog e adicionei seu blog a minha lista de blogs que eu leio.
Tenha uma ótima semana.

L. G. Dias disse...

Dou RT em tudo o que você disse ;D

Postar um comentário